sexta-feira, 27 de junho de 2014

SINDICATO LUTA POR REPOSIÇÃO DE PERDAS

Guizellini: “SINTRAPOSTO cumpre o seu dever de lutar por reposição de perdas”
Juiz de Fora     Em entrevista ao jornal “O Combate”, o presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini, informou que a entidade resolveu pedir ao Sindicato patronal a concessão de antecipação de reajuste salarial para os empregados dos postos de combustíveis por causa das perdas salariais decorrentes da inflação. “Vale lembrar que a inflação acumulada desde 1º de novembro de 2013, quando houve o último reajuste salarial da categoria, chegou perto de 5% em 31 de maio de 2014. Com isso, a categoria teve perda salarial causada pela inflação acumulada neste ano e nos dois últimos meses do ano passado. Aliás, quase todas as categorias tiveram perda salarial em virtude da inflação acumulada neste ano. Não sabemos de quanto foi a perda salarial das outras categorias, mas no nosso caso a perda salarial decorrente da inflação foi considerável. Por esta razão, é necessário fazer uma reposição salarial para recompor os salários corroídos pela inflação. Aliás, a mesma coisa acontece com o valor da cesta básica de alimentos, que também precisa de reajuste para recompor o seu poder aquisitivo" - assinala o sindicalista.
     Segundo Guizellini, "sempre que ocorre perda salarial, há um clamor dos trabalhadores no sentido de que seus salários sejam reajustados para reposição das perdas. Por isso, o Sindicato está cumprindo o seu dever de lutar por isso ao encaminhar os pedidos dos trabalhadores ao Sindicato patronal, que precisa se sensibilizar para as necessidades dos trabalhadores e atender ao que eles estão reivindicando".
     Guizellini acha que "o governo deveria estudar a possibilidade de fazer o índice inflacionário ser aplicado automaticamente aos salários, deixando que os Sindicatos lutem apenas por ganho real e não por mera reposição de perdas salariais".
     Mas já que esta reposição automática não existe, o SINTRAPOSTO-MG quer que o MINASPETRO conceda aos empregados dos postos de combustíveis, cuja data-base (ocasião de reajuste salarial e renovação da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria) é 1º de novembro, uma antecipação de reajuste nos salários e no valor da cesta básica de alimentos, para reposição das perdas provocadas pela inflação.


FONTE : JORNAL O COMBATE

SINDICATO LEMBRA !

SINDICATO LEMBRA: EMPREGADO QUE TRABALHA DURANTE FERIADO TEM QUE RECEBER O SALÁRIO/DIA EM DOBRO
     Para a população de Juiz de Fora, o mês de junho tem dois feriados: dia 19, Dia de Corpus Christi (feriado nacional), e dia 13, Dia de Santo Antônio, Padroeiro de Juiz de Fora (feriado municipal).
     Por isso, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região - SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini, em entrevista ao jornal “O Combate”, fez questão de lembrar que “o empregado que trabalhar nesses dias terá que receber o salário/dia em dobro”.
     Segundo ele, “é necessário lembrar isso porque alguns postos de combustíveis da Cidade e da Região costumam deixar de pagar em dobro o feriado trabalhado, violando, assim, a legislação vigente, ou seja, o artigo 9º da Lei nº 605/49”.
Para o sindicalista, “isso, além de ilegal, é um desrespeito ao funcionário que trabalha durante feriado e recebe como se fosse dia normal”.
     Guizellini considera justo que todos os empregados representados pelo SINTRAPOSTO-MG, que trabalharam durante feriado e receberam o dia de serviço como se fosse dia normal, cobrem de seus empregadores na Justiça o pagamento de todos os feriados não pagos na forma estabelecida pela legislação vigente. Por isso, Guizellini assinala: “Os trabalhadores prejudicados devem telefonar para o disque-denúncia do SINTRAPOSTO-MG (32-3216-3181 e 3213-7565) ou enviar e-mail ao Sindicato (sintrapostomg@gmail.com) ou se dirigir à sede do Sindicato, na Rua Halfeld, nº 414, sala 609, Centro de Juiz de Fora, para a tomada de providências cabíveis, objetivando, inclusive, o ajuizamento de ação trabalhista pelo Departamento Jurídico da entidade”.
     O sindicalista lembra que o trabalhador que não quiser entrar com ação na Justiça contra a empresa relapsa pode denunciar o caso ligando para o “disque-denúncia” do Sindicato sem precisar se identificar, bastando citar o nome do empregador, pois a entidade se encarrega de apurar o caso e garante sigilo total sobre a identidade do empregado denunciante.
     As denúncias dos trabalhadores podem ser feitas também pelo site deste jornal (www.ocombate.com.br), clicando no espaço “FALE CONOSCO” (na página inicial do site, no canto superior, à esquerda).

FONTE : JORNAL O COMBATE 

CONVÊNIOS E SERVIÇOS BENEFICIAM TRABALHADORES

Convênios e serviços beneficiam trabalhadores
representados pelo SINTRAPOSTO
     O Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região - SINTRAPOSTO-MG possui diversos convênios e serviços que beneficiam os trabalhadores e as trabalhadoras associados ao Sindicato.
Juiz de Fora     O presidente do SINTRAPOSTO, Paulo Guizellini, lembra que a entidade possui vários convênios com médicos, dentistas, advogados e outros profissionais, bem como com diversos estabelecimentos, para prestação de serviços aos empregados sindicalizados que trabalham nos postos de combustíveis. A relação dos convênios está no blog do Sindicato (sintrapostomg.blogspot.com).
     Maiores informações na secretaria da entidade, na Rua Halfeld, nº 414, sala 609, Centro, Juiz de Fora (MG), ou pelos telefones (32) 3216-3181 e 3213-7565.
     O SINTRAPOSTO oferece também a prestação direta de serviços jurídicos, e não há necessidade de se agendar hora para isso. O atendimento, destinado a todos os trabalhadores (sindicalizados ou não), é feito pelo advogado João Batista de Medeiros, integrante do Departamento Jurídico do Sindicato, na própria sede da entidade (Rua Halfeld, 414, sala 609), às segundas, quartas e sextas-feiras, no período de 15 às 17 horas.
O presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini,
e o advogado João Batista de Medeiros,
integrante do Departamento Jurídico da entidade.
(Foto: Arquivo O Combate)


FONTE : JORNAL O COMBATE                

quinta-feira, 26 de junho de 2014

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES !

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES
DO SINTRAPOSTO-MG, DO SINDICATO DE UBERABA E REGIÃO E
DA FENEPOSPETRO PARA O MINASPETRO
Pauta de Reivindicações dos trabalhadores representados pelo Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região - SINTRAPOSTO-MG, pelo Sindicato dos Empregados em Postos de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Uberaba e Região e pela Federação Nacional dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo – FENEPOSPETRO apresentada ao Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Minas Gerais – MINASPETRO no Encontro Quadrimestral realizado entre este Sindicato (SINTRAPOSTO-MG), Sindicato de Uberaba e Região, FENEPOSPETRO e MINASPETRO, no dia 13 de junho de 2014, na sede do SINTRAPOSTO-MG, na Rua Halfeld, nº 414, sala 609, Centro, Juiz de Fora (MG), para tratar de assuntos de interesse da categoria profissional representada pelo SINTRAPOSTO-MG, pelo Sindicato de Uberaba e Região e pela FENEPOSPETRO, assim como da categoria econômica representada pelo MINASPETRO, consoante o disposto na cláusula trigésima quinta da CCT-2013/14/15, que diz: “Os Sindicatos convenentes que assinam a presente Convenção Coletiva de Trabalho concordam com a programação de encontros quadrimestrais”.
As aludidas reivindicações são as seguintes:
MANUTENÇÃO E/OU REVISÃO DE CLÁUSULAS PRÉ-EXISTENTES DA CCT-2013/14/15
Na forma do artigo 114, parágrafo segundo, da Constituição Federal de 1988, serão respeitadas as disposições convencionais e normativas pré-existentes, podendo as mesmas serem ampliadas em seu alcance e conteúdo.

CLÁUSULA ESPECIAL: DATA-BASE

Manutenção da data-base da categoria profissional em 1º. (primeiro) de Novembro de 2014.

1 - CLÁUSULA ANTECIPAÇÃO SALARIAL: Todos os salários dos empregados em Postos de combustíveis, Lava-rápido, Estacionamentos, lojas de conveniências (enfim, de toda a categoria profissional representada pelo SINTRAPOSTO-MG e pela FENEPOSPETRO) serão reajustados em 1º. de julho de 2014, a título de ANTECIPAÇÃO SALARIAL, mediante a aplicação de 100% (cem por cento) da variação acumulada do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), medido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), verificada no período de 01/11/2013 a 31/05/2014, índice este a ser aplicado sobre os valores dos salários da categoria referentes ao mês de novembro de 2013, como forma de se repor as perdas salariais decorrentes da inflação, recuperando-se, assim, o poder aquisitivo dos salários da categoria corroídos pela inflação do período de 01/11/2013 a 31/05/2014.

2. CLÁUSULA: REAJUSTE DA CESTA BÁSICA DE ALIMENTOS: O valor da cesta básica de alimentos, prevista na CCT-2013/14/15, será reajustado em 1º. de julho de 2014, a título de ANTECIPAÇÃO DE VALORES PARA REPOSIÇÃO DE PERDAS CAUSADAS PELA INFLAÇÃO, mediante a aplicação do percentual de 30% (trinta por cento) sobre os valores da cesta básica de alimentos da categoria referentes ao mês de novembro de 2013, como forma de se repor as perdas decorrentes da inflação, recuperando-se, assim, o poder aquisitivo do valor da cesta básica da categoria corroído pela inflação do período de 01/11/2013 a 31/05/2014.

3. CLÁUSULA: Medidas de segurança contra assaltos a postos de combustíveis - A fim de inibir a ocorrência de assaltos a postos de combustíveis, as empresas do setor, representadas pelo MINASPETRO, ficam obrigadas a adotar as seguintes medidas de segurança:

1) A existência de circuito interno de televisão tem de ser informada e divulgada, objetivando inibir a ação de bandidos.
2) Os circuitos internos de televisão têm de ser instalados considerando aspectos técnicos que garantam a identificação das pessoas envolvidas, com funcionamento durante 24 horas e preservação das imagens, que têm de ser gravadas e conservadas de forma adequada.
3) É obrigatória a instalação de cofres nos postos de combustíveis, para depósito das quantias elevadas de dinheiro, não podendo nenhum empregado do posto ficar de posse de mais de R$ 500,00 (quinhentos reais) durante todo o momento em que estiver trabalhando.
4) A instalação dos cofres tem de ser acompanhada de medidas que preservem os frentistas, como cartazes informando a utilização dos cofres de segurança.
5) Para funcionar à noite, o posto de combustíveis tem de estar em perfeitas condições de iluminação, de forma que a claridade atinja toda a sua área de funcionamento.
6) As empresas são obrigadas a orientar seus empregados a não reagir quando forem abordados por ladrões, inclusive lembrando aos mesmos que a reação a assalto é sempre muito perigosa.
7) As empresas são obrigadas a aderir ao programa denominado Rede de Proteção Mútua, da Polícia Militar, que consiste em reservar, com pintura no solo, no posto de gasolina, uma área para estacionamento de uma viatura da PM, e a colocação de placas do programa, adesivos específicos em vidros, bombas de gasolina e todo o mobiliário visível, além de dicas de autoproteção, dentre outras providências que visam a inibir a ação de criminosos.
8) Os postos de combustíveis ficam proibidos de funcionar no período de 22:30 às 06:00 horas, salvo se a empresa possuir mais de dois funcionários para trabalharem durante o funcionamento no referido horário.

4. CLÁUSULA: MANUTENÇÃO DAS DEMAIS CLÁUSULAS DA CCT-2013/14/15 - Ficam mantidas todas as demais cláusulas e condições da CCT-2013/14/15 e não expressamente suprimidas ou modificadas pela presente pauta, ou práticas adotadas pelas empresas que sejam mais vantajosas para os empregados.
O presente rol de reivindicações foi objeto de discussão e aprovação de Assembleia Geral Extraordinária da categoria profissional.
Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e
Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região -SINTRAPOSTO-MG
Paulo Guizellini – Presidente
Federação Nacional dos Empregados em Postos de Serviços de
Combustíveis e Derivados de Petróleo – FENEPOSPETRO
Hosano Félix Silva - Diretor da FENEPOSPETRO e representante do
Sindicato dos Empregados em Postos de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Uberaba e Região





Fonte : Jornal O Combate - http://www.ocombate.com.br/




FRENTISTAS PEDEM ANTECIPAÇÃO SALARIAL !

Frentistas pedem antecipação salarial, reajuste da cesta, lanche gratuito e medidas de segurança.

  Juntamente com outras duas entidades que representam frentistas em Minas Gerais, o Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região - SINTRAPOSTO-MG se reuniu em encontro quadrimestral com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (MINASPETRO) no dia 13 de junho, quando pediu ao Sindicato patronal a concessão de antecipação salarial, reajuste da cesta básica de alimentos, fornecimento gratuito de lanches para os trabalhadores e a adoção urgente de diversas medidas de segurança contra assaltos a postos de combustíveis.
     A reunião, prevista na cláusula 35ª da Convenção Coletiva de Trabalho da categoria como encontro quadrimestral, foi solicitada pelo SINTRAPOSTO-MG e aconteceu na sede desta entidade, em Juiz de Fora.
     Também participou do encontro o sindicalista Hosano Félix Silva, diretor da FENEPOSPETRO (Federação Nacional dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo). Ele representou não só a Federação como também o Sindicato dos Empregados em Postos de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Uberaba e Região, a pedido desta entidade.
     A data-base (ocasião de reajuste salarial e renovação da Convenção) da classe é 1º de novembro, mas como há previsão convencional de que as entidades se reúnam de quatro em quatro meses para tratar de assuntos de interesse dos empregados e empregadores, o SINTRAPOSTO resolveu pedir a realização de tal encontro a fim de solicitar ao Sindicato patronal a concessão de benefícios para os frentistas, principalmente a antecipação de reajuste salarial para a recomposição dos salários corroídos pela inflação.
     Durante a reunião, o presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini, falou da questão do lanche e alimentação do trabalhador, ressaltando a importância da saúde do empregado e formulando pedido de fornecimento gratuito de lanches aos trabalhadores dos postos de combustíveis.
     Em seguida, Guizellini e Hosano entregaram ao advogado do MINASPETRO, Klaiston Soares de Miranda Ferreira, único representante do Sindicato patronal no encontro, um ofício apresentando a pauta de reivindicações dos trabalhadores representados pelas entidades trabalhistas presentes.
     Na pauta, as entidades pedem que todos os salários dos empregados em postos de combustíveis, lava-rápido, estacionamentos, lojas de conveniências (enfim, de toda a categoria profissional representada pelo SINTRAPOSTO-MG, pela FENEPOSPETRO e pelo Sindicato de Uberaba) sejam reajustados em 1º de julho de 2014, a título de antecipação salarial, mediante a aplicação da variação acumulada do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), medido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), verificada no período de 01/11/2013 a 31/05/2014. “Cabe esclarecer que, se o Sindicato patronal atender ao nosso pedido, este índice, bem perto de 5%, deverá ser aplicado sobre os valores dos salários da categoria referentes ao mês de novembro de 2013, como forma de se repor as perdas salariais decorrentes da inflação, recuperando-se, assim, o poder aquisitivo dos salários da categoria corroídos pela inflação do período de 01/11/2013 a 31/05/2014” – explicou Guizellini.
     Além disso, as entidades pedem na minuta que o valor da cesta básica de alimentos, prevista na Convenção, seja reajustado em 1º de julho de 2014, a título de antecipação de valores para reposição de perdas causadas pela inflação, mediante a aplicação do percentual de 30% sobre os valores da cesta básica de alimentos da categoria referentes ao mês de novembro de 2013, como forma de se repor as perdas decorrentes da inflação, recuperando-se, assim, o poder aquisitivo do valor da cesta básica da categoria corroído pela inflação do período de 01/11/2013 a 31/05/2014.



Fonte : Jornal O Combate  - http://www.ocombate.com.br/

quinta-feira, 27 de março de 2014

BENEFICIADOS ELOGIAM ATITUDE DA DIRETORIA DO SINDICATO

Beneficiados elogiam atitude da diretoria do Sindicato
     A entrega do material escolar aos sindicalizados aconteceu na sede do SINTRAPOSTO-MG, na Rua Halfeld, nº 414, sala 609, Centro de Juiz de Fora, no dia 29 de janeiro. Na ocasião, muitos dos beneficiados fizeram questão de ressaltar a importância dessa doação e elogiaram a atitude da diretoria do Sindicato.
     Aline de Oliveira, esposa de frentista, ao receber o material escolar para o seu filho Vítor, de 7 anos e que está cursando o 3º ano do ensino fundamental, disse que essa doação do Sindicato “é uma maravilha e vai ajudar muito no orçamento doméstico”. Em seguida, ela acrescentou: “Estou muito satisfeita. O material é de excelente qualidade”.
     O frentista Paulo Vítor Rodrigues Ramos, que tem três filhos na escola, afirmou: “Isso é uma boa, ajuda muito no nosso orçamento doméstico. No meu caso, a economia é de mais de R$ 400,00. E o material é de boa qualidade. Estou muito satisfeito”.
     O frentista Laércio da Silva, recebendo material para sua filha Maria Clara, de 7 anos, também disse que essa doação feita pelo Sindicato “é uma boa”. E acrescentou: “Facilita muito para nós, porque assim não temos de gastar dinheiro com material escolar, justamente nesta época, início de ano, em que a gente tem muitos impostos, muitas contas e outros gastos de final de ano para pagar, e o material escolar está muito caro. Isso ajuda muito no nosso orçamento, com certeza. Além disso, nem temos que enfrentar as grandes filas nas papelarias. Estou muito feliz e contente com essa atitude do Sindicato”.
     Pegando material pela 4ª vez para um filho que está cursando a 7ª série do ensino fundamental, o frentista Cleisson Ângelo Araújo também classificou de “uma boa” a doação de material escolar pelo Sindicato: “Eu acho uma boa, principalmente porque estou encostado pelo INSS porque sofri acidente e essa doação me ajuda muito, pois é menos um gasto no meu orçamento. O material é de ótima qualidade e eu estou muito satisfeito”.
     José Francisco de Souza, manobrista, ao pegar material escolar para dois filhos, disse que essa doação “é uma ajuda muito boa, pois alivia muito o peso do orçamento doméstico”. Ele contou que ganha material escolar do Sindicato há muitos anos e por isso pode garantir que “todo o material doado pelo Sindicato sempre foi de muito boa qualidade”. E arrematou: “Estou muito satisfeito”.
     O frentista Wilson Lopes Tone, que tem duas filhas, Natália e Rafaela, ao levar material escolar para elas, ressaltou: “É uma distribuição muito boa, ajuda muito a gente, pois temos filhos para criar, e o material escolar está muito caro. A ajuda é bem-vinda. Eu pego material escolar aqui há cinco anos, e sei que ele é de muito boa qualidade. Estou muito satisfeito com essa ajuda que o Sindicato está nos oferecendo todos os anos. Isso alivia muito o peso do custo do material escolar no nosso orçamento”.
     O frentista Carlos Henrique Pereira estava levando material escolar para suas filhas Lara e Larissa e também fez questão de expressar seu agradecimento à direção do Sindicato: “Eu acho muito boa esta distribuição de material escolar feita pelo Sindicato para nós, trabalhadores, pois isso nos ajuda muito e é um incentivo para que nossos filhos e nossas filhas continuem estudando. Só tenho a agradecer. Estou muito satisfeito com esse benefício que ajuda a aliviar o peso dos gastos no nosso orçamento. Quem deveria fazer isso não faz, mas pelo menos o Sindicato faz isso para nós. Se eles lá não fazem, pelo menos tem quem faz pela gente”.
     O reconhecimento manifestado pelos associados beneficiados deixou muito contente o presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini, que assinalou: “A gente fica feliz por saber que os nossos companheiros trabalhadores estão satisfeitos com a atuação do Sindicato. Os associados contribuem para o fortalecimento do Sindicato. E a entidade retribui, dando material escolar e muitos outros benefícios aos associados”.
     Diante de vários associados e uma grande quantidade de material escolar, Guizellini fez questão de ressaltar: “Tudo isso foi comprado com recursos próprios do Sindicato e doado a todos os associados que se inscreveram para tal. E vale destacar: doado de boa vontade e de coração. Nesta hora, o nosso coração pulsa forte de tanta alegria por poder contribuir para que os trabalhadores e seus filhos possam estudar”.


FONTE : " Jornal o Combate"

SINTRAPOSTO DOA MATERIAL ESCOLAR PARA ASSOCIADOS

SINTRAPOSTO
doa material escolar a seus associados
     A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo de Juiz de Fora e Região - SINTRAPOSTO-MG, preocupada com a difícil situação financeira vivida pelos trabalhadores de baixa renda, achou por bem contribuir, dentro de suas possibilidades, para aliviar um pouco o fardo pesado que os associados da entidade carregam na área educacional.
     Assim, para incentivá-los a estudar e ajudá-los na manutenção de seus filhos na escola, o Sindicato, a exemplo dos anos anteriores, doou recentemente vários artigos de material escolar a todos os seus associados que se inscreveram para tal. “Esta é a forma que encontramos para ajudar os nossos companheiros trabalhadores e seus filhos a estudarem neste momento difícil que o Brasil vive, quando os estudos e o material escolar estão realmente muito caros” – afirmou o presidente do SINTRAPOSTO, Paulo Guizellini.
     Em seguida, ele acrescentou ter ficado satisfeito com o fato de o Sindicato ter podido dar a sua parcela de colaboração “modesta, mas espontânea, de boa vontade e de coração”, para amenizar um pouco a luta de seus associados na área educacional.
     Segundo Guizellini, a diretoria do SINTRAPOSTO achou por bem fazer tal distribuição de material escolar para que os filhos dos frentistas, ou mesmo os frentistas que queiram estudar, possam frequentar as salas de aula, aprendendo mais e adquirindo qualificação profissional cada vez melhor, sem gastarem dinheiro com material escolar.
+ Clique nas imagens para ampliar
luiz-jose-da-silva_joao-batista-medeirosluiz-jose-da-silva_joao-batista-medeiros
O presidente do SINTRAPOSTO-MG, Paulo Guizellini, entregando material escolar a filhos de frentista, e diante de grande quantidade de material escolar na sede do Sindicato no dia 29 de janeiro.

FONTE: "Jornal o Combate"